top of page
  • Bruna Moss

Saiba tudo sobre as mudanças na Marcação a Mercado




O que é?


A Marcação a Mercado é a atualização diária do preço de um ativo, sendo de renda fixa ou fundos de investimento. Essa informação era opcional, mas desde janeiro deste ano, passou a ser obrigatória para certos ativos nas carteiras de investimento.


Ao comprar um título de renda fixa, o investidor sabe, de fato, quanto custa e o quanto ele vai lucrar ao resgatar essa aplicação no vencimento. Caso ele resgate antes do prazo, o preço que o mercado está disposto a pagar pode sofrer uma alteração. Essa variação é traduzida pela Marcação a Mercado, ou seja, esse ajuste diário dos valores não causa efeito sobre o investimento que não for resgatado antecipadamente, o investidor só será afetado caso ele queira vender o título antes do prazo estipulado.



O que mudou?


Na prática, a Marcação a Mercado passa a mostrar o valor do título caso ele fosse vendido diariamente. Assim que o investidor compra esse ativo e há uma variação das taxas, seu valor vai variar todos os dias com a marcação, seja para cima ou para baixo. Dessa forma, o investidor passa a ver alterações diárias nos preços das debêntures, CRIs e CRAs, por exemplo.


Caso o título esteja abaixo, o valor, consequentemente, estará abaixo da linha da curva. Assim, o investidor venderia em deságio. Se ele estiver acima, ele venderia com ágio.



Este material não tem relação com objetivos específicos de investimentos, situação financeira ou necessidade particular de qualquer destinatário específico, não devendo servir como única fonte de informações no processo decisório do investidor que, antes de decidir, deverá realizar, preferencialmente com a ajuda de um profissional devidamente qualificado, uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos face a seus objetivos pessoais e à sua tolerância a risco (Suitability).

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page